Sala de Imprensa

Projeto que amplia idade para dependentes no IR gera polêmica entre especialistas

Rádio Jovem Pan

A proposta aprovada pelo Senado que estende de 21 para 28 anos a idade de dependentes no Imposto de Renda gera polêmica entre especialistas. Atualmente, os contribuintes podem incluir na declaração filhos, netos ou bisnetos com até 21 anos de idade.

Também é possível a incorporação de dependente com até 24 anos, desde que esteja cursando ensino técnico ou superior. O texto do projeto amplia a idade para 32 anos, caso o dependente ainda esteja cursando faculdade ou escola técnica Publicidade de segundo grau.

Também é possível a incorporação de dependente com até 24 anos, desde que esteja cursando ensino técnico ou superior. O texto do projeto amplia a idade para 32 anos, caso o dependente ainda esteja cursando faculdade ou escola técnica Publicidade de segundo grau.

Para o ex-secretário da Receita Federal, Everardo Maciel, a proposta é inconcebível porque estimula a dependência. Ele também destacou que, além da renúncia fiscal, os contribuintes que não têm dependentes vão pagar pelos que possuem.

Já para o José Maria Chapina Alcazar, ex-presidente do Sindicato das Empresas Contábeis, a proposta melhora o cenário e estimula os estudos Ele vê com bons olhos o projeto de lei, disse que pode ajudar a minimizar a falta de mão de obra.

O advogado tributarista Miguel Silva assinalou que a proposta repara distorções anteriores. O especialista destacou que a entrada no mercado está mais concorrida e, por isso, os filhos demoram mais para sair da casa dos pais.

Caso recurso seja apresentado, a matéria ainda pode ser apreciada para votação no plenário do Senado Federal. Se não houver objeção, o texto seguirá diretamente para a Câmara dos Deputados.

 

 

 
COPYRIGHT 2017 | DESENVOLVIDO POR